DANÇA E EDUCAÇÃO DE MÃOS DADAS, CRIANDO ALICERCES PARA A VIDA

DANÇA E EDUCAÇÃO DE MÃOS DADAS, CRIANDO ALICERCES PARA A VIDA

Podemos perceber o quanto é importante a dança na vida da humanidade. Pense por um momento na reflexão da “importância da dança” em nossas vidas como um todo. Sempre presente em todos os grandes momentos da história, fazendo parte do nosso cotidiano em um dos aspectos mais íntimos do ser humano, a cultura.

A vontade de dançar é um impulso natural, uma forma de nos conectarmos com o universo e nos sentirmos parte dele.

Se temos um corpo, se nele habita uma alma, somos capazes de dançar.

Nosso corpo fala, e isso é muito fácil de comprovar. Usamos no mecanismo de comunicação mais de 80% do corpo para nos expressarmos. Quem dança tem facilidade de se comunicar porque esta acostumada a lidar com o movimento de forma bem particular conhecendo sua capacidade interior.  Então, a dança traz uma facilidade extremamente benéfica para o corpo, enchendo ele de informação, que carregaremos para toda a vida.

Por este motivo, promover educação e formação cultural e artística é muito importante.

O grande desafio agora é estabelecer um diálogo mais próximo, integrando a razão e o sentimento, o individual e o coletivo; entre a arte e a educação. Enxergar a arte da dança como diferencial para a formação de cidadãos de forma a educar para vida, algo que vá além. Os movimentos deste processo estão ligados a maneira em como trabalhamos e desenvolvemos na razão e na emoção a idéia de dançar, ser feliz e se tornar uma pessoa melhor a cada dia em todos os aspectos.

Viver a dança enquanto um processo educacional significa não se limitar em aquisição de habilidades, e sim, contribuir para o aprimoramento no desenvolvimento das potencialidades humanas e sua relação com o mundo. O uso da dança como linguagem e prática pedagógica para a criatividade e a construção de conhecimento, podendo levar crianças, jovens e adultos a transitarem pelo mundo com mais leveza, segurança, responsabilidade, alegria e amor ao próximo.

O presente sempre contém o passado, é quem somos, e quem seremos por nos lembramos de nossas origens; dançando temos a oportunidade de presenciar este processo todos os dias, pois tudo está conectado a base do indivíduo e sua identidade criativa, o que o leva a experimentar formas e sentimentos do passado e presente, trazendo para o futuro sempre uma experiência diferente. Esta vivência corporal possibilita novas formas de expressão e comunicação servindo como instrumento de socialização para a formação de cidadãos críticos, participativos e responsáveis. A dança tem uma grande contribuição no desenvolvimento cognitivo do ser humano, trazendo uma carga de sociabilidade e relacionamento enquanto pessoa no meio. Isso é muito importante quando aplicado como ferramenta da educação. Uma criança que na escola teve a oportunidade de participar de aulas de dança, por exemplo, certamente terá mais facilidade para enfrentar as dificuldades que a vida apresenta,  isso sem falar no desenvolvimento motor, coordenação, ritmo, equilíbrio e outras capacidades.

Como dizem: quem dança é mais feliz!

Então… Vem!

Vamos Viver a Dança e tudo o que ela pode proporcionar em nossas vidas.

 

Janaina Pedrosa Educadora, diretora e proprietária do Núcleo Buritis Escola de Dança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *